Na realidade, os três são um: o vyakta ( ou o eu-interior) e o avyakta (o Ser Supremo) são inseparáveis, enquanto que o viakti (eu-exterior) é o processo de perceber-sentir-pensar. Como poderia haver alguma relação, se os dois são um? Toda essa discussão sobre separação e relação é devida à distorção e influência corruptora da idéia 'Eu-sou-o-corpo'. O eu-exterior (vyakti) é apenas uma projeção no corpo-mente do eu-interior (vyakta), o qual novamente é apenas uma expressão do Ser Supremo (avyakta), o qual é todos e nenhum.

 

In reality the three are one: the vyakta and the avyakta are inseparable, while the vyakti is the sensing-feeling- thinking process. How can there be relation when they are one? All talk of separation and relation is due to the distorting and corrupting influence of 'I-am-the-body' idea. The outer self (vyakti) is merely a projection on the body-mind of the inner self (vyakta) , which again is only an expression of the Supreme Self (avyakta) , which is all and none.

Nisargadatta Maharaj