O estado de identidade é inerente à realidade, e nunca desaparece. Mas [a] identidade não é nem a personalidade transitória, nem a individualidade presa ao karma. É aquilo que permanece quando toda auto-identificação é reconhecida como falsa - conSciência pura, o sentimento de ser tudo que há, ou poderia ser. A Consicência é pura no começo e pura no final; no intervalo ela é contaminada pela imaginação, a qual é a raiz da criação. Em qualquer tempo, a ConSciência permanece a mesma. Conhecê-la como ela é, é a realização e a paz intemporal.

 

The state of identity is inherent in reality and never fades. But identity is neither the transient personality (vyakti), nor the karma-bound individuality (vyakta). It is what remains when all self-identification is given up as false - pure consciousness, the sense of being all there is, or could be. Consciousness is pure in the beginning and pure in the end; in between it gets contaminated by imagination which is at the root of creation. At all times consciousness remains the same. To know it as it is, is realization and timeless peace.

Nisargadatta Maharaj